Mundial 2018. (O polémico) Selecionador da Argentina envolvido em alegações de abuso sexual

Jorge Sampaoli, que atualmente está na Rússia como treinador da seleção da Argentina, terá tentado abusar sexualmente de uma trabalhadora da Federação Argentina de Futebol (FAF). O caso está a ser avançado pela imprensa internacional.

A seleção da Argentina está a ser tema de conversa pelos piores motivos. O seu treinador, Jorge Sampaoli, terá tentado abusar sexualmente de uma cozinheira da federação, em Ezeiza, Buenos Aires.

A situação terá ocorrido semanas antes do arranque do Campeonato do Mundo de Futebol, que arrancou, esta quinta-feira, na Rússia. O caso foi denunciado por Gabirel Anedo, jornalista argentino da Rádio Mitre, que divulgou três faixas de áudio que comprovam as investidas do técnico, de 58 anos.

Segundo o jornal espanhol “Depor”, depois de a cozinheira ter negado as investidas sexuais, Jorge Sampaoli terá oferecido dinheiro para comprar o seu silêncio.

Anedo adiantou que a FAF está a par da situação e tem tentado encobrir o ocorrido. O mesmo profissional alegou ainda que Sampaoli tentou a mesma coisa com a gestora de Marketing da federação.

Entretanto, o comissário Fernando Arrubia, chefe do departamento da polícia de Almirante Brown, que está responsável por investigar as alegações, já informou que “não existe qualquer denúncia” contra o treinador argentino.

Percorra a galeria e fique a conhecer melhor Jorge Sampaoli.

“Tomámos conhecimento da notícia viralizada nas redes sociais referente a uma denúncia de abuso sexual que visava o nome do selecionador argentino. Não existe qualquer denúncia”, revelou Arrubia, este domingo, em comunicado.

O presidente da Federação Argentina de Futebol, Claudio Tapia, defendeu o seu técnico, frisando que esta história foi inventada para tentar distrair os jogadores e a equipa técnica que estão a representar o seu país na competição de seleções, na Rússia.

“Todos os dias surge algo para prejudicar a seleção. Acredito na honestidade do nosso técnico”, disse Tapia, esta segunda-feira, ao canal de televisão argentino TyC Sports.

A irreverência de Jorge Sampaoli já tinha dado que falar, na madrugada de 23 de dezembro do ano passado, depois de ter insultado um agente da polícia. Após sair do casamento da sua filha, Sabrina Sampaoli, o treinador foi mandado parar por um grupo de polícias no decorrer de uma operação stop.

Veja aqui as imagens do incidente, que foram captadas
por pessoas que estavam presentes no local:

A carregar vídeo...

A Argentina tem a sua estreia no Mundial agendada para este sábado numa partida em que irá defrontar a seleção da Islândia. O jogo terá lugar no estádio Otkrytiye Arena, em Moscovo, e está marcado para as 14.00 horas.

TEXTO: Tiago Firmino