“Gravava-se a fazer sexo e era bem excêntrico”. Prince tinha coleção de filmes pornográficos caseiros

Prince tinha um acervo de filmes pornográficos amadores guardados em cofres e em discos rígidos na sua mansão em Minneapolis, nos Estados Unidos. O cantor norte-americano, que morreu em abril de 2016, organizava “festas sexuais”.

Dois anos depois da sua morte, vem a público que Prince “gravava-se a fazer sexo” e guardava essas filmagens. A coleção de pornografia caseira do cantor, que morreu aos 57 anos, após consumir uma dose “extremamente elevada” de analgésicos, estava guardada em cofres e em computadores na sua casa.

“Ele gravava-se a fazer sexo e era bem excêntrico nos seus gostos”, contou uma fonte ao site Radar Online, que avança que as filmagens contemplam momentos com várias mulheres e foram encontradas pela polícia que investigou a morte do intérprete de “Purple Rain”.

A notícia levou Charlene Friend, uma antiga namorada do artista, a contar que este não pediu autorização para registar momentos íntimos entre os dois. “Fui filmada a fazer sexo com o Prince sem permissão”, explicou.

A mesma já tinha adiantado que o músico organizava “festas sexuais” com “jaulas, correntes e chicotes”, que tinha “quartos sexuais temáticos” na sua casa e que a levava a “assistir a filmes dele com outras mulheres”.

Prince manteve relações com figuras como Kim Bassinger, Carmen Electra ou Sheena Easton. Foi casado entre 1996 e 1998 com Mayte García, ainda hoje é apontada como o seu grande amor, e entre 2001 e 2006 com Manuela Testolini.

TEXTO: Ana Filipe Silveira