Pedro Teixeira desfaz-se em elogios a Cláudia Vieira: “Foi com ela que descobri o amor a sério”

Apaixonaram-se nos bastidores de “Morangos com Açúcar”, da TVI, e mantiveram uma relação durante nove anos, da qual nasceu a única filha de ambos. Separados há três anos e já com as suas vidas amorosas refeitas, Pedro Teixeira não poupa nos elogios a Cláudia Vieira e à forma como a ex-companheira lidou com a paixão entre o ator e Sara Matos.

Em entrevista à revista “Cristina”, o parceiro da apresentadora da TVI em “Apanha Se Puderes” não tem dúvidas ao afirmar que foi com a sua anterior namorada que descobriu o amor a sério. “Claro que foi com a Cláudia. A Cláudia deu-me a melhor coisa que eu tenho na vida. A coisa mais bonita, que é a Maria. A Maria que é fruto de uma relação muito bonita”, afirmou, visivelmente emocionado, com lágrimas nos olhos.

Pedro Teixeira recorda que “a primeira impressão” que teve da atriz, quando foram unidos em 2004 para protagonizar a segunda temporada de “Morangos com Açúcar”, da estação de Queluz de Baixo, “não foi lá muito boa”. Mas tudo mudou quando a ficção se confundiu com a realidade. “Sabes que esta coisa de fazer papel de apaixonado tem muito que se diga? Aquilo era um mundo completamente novo. Estavam todos a começar e a descobrir um novo mundo, a descobrir a televisão.”

“Era com a Cláudia [que partilhava esse entusiasmo e esse encanto], que estava ali comigo constantemente. E passou a ser uma coisa muito dos dois. Depois chegou a altura de estar a fazer as cenas e as coisas tocavam-te realmente. Estávamos a sentir as coisas que realmente estávamos a dizer e, até devido à nossa inexperiência, começámos a confundir os papéis”, lembra.

“A Cláudia é uma pessoa maravilhosa. […]
Ela é uma mãe maravilhosa e todo o amor
que a Maria podia ter, ela tem.”

Pedro Teixeira

“Juntos há quatro ou cinco anos”, Cláudia Vieira e Pedro Teixeira deram então um novo passo na sua relação, com o nascimento de Maria, atualmente com sete anos. O ator reconhece que a mãe da sua única filha “é a melhor mãe do mundo.”

E não esquece a forma como a ex-companheira reagiu publicamente à separação, ao fim de nove anos de vida em comum, e da consequente exposição mediática da nova paixão de Pedro, a colega de profissão Sara Matos.

“A Cláudia foi uma pessoa que soube lidar com isto como ninguém, lidar com o que aconteceu. O que não é fácil. Com toda a exposição pública que isto teve. E disseram as coisas mais horríveis a meu respeito, a nosso respeito. Sinto que, de alguma forma, fomos todos publicamente prejudicados com esta situação”, considera.

O então casal anunciou a separação em fevereiro de 2014, já o ator tinha abandonado a casa que partilhavam por se ter apercebido de que estava apaixonado por uma outra mulher, Sara Matos, na altura protagonista de “O Beijo do Escorpião”, novela da TVI na qual formava par romântico com Pedro Teixeira.

TEXTO: Dúlio Silva