Vem aí mais uma criança. Mas ainda se lembra de Luciana Abreu quando era ela a criança?

Surpresa! É também disto que a vida de Luciana Abreu se faz e esta terça-feira mais uma foi tornada pública: a eterna Floribella aguarda a chegada do terceiro bebé à sua família. Um dia depois do anúncio, fomos ao baú das memórias lembrarmo-nos de como era a atriz quando se deu a conhecer ao público português. Vem connosco?

Longe de imaginar que um dia iria protagonizar um dos maiores sucessos da televisão portuguesa na década de 2000, Luciana Abreu ganhou forças e foi, em 1999, assistir ao vivo ao programa “Big Show SIC”, apresentado por João Baião, de quem se viria a tornar amiga anos mais tarde.

“Vim pedir um favor: deixar-me mostrar a minha voz”, solicitava, não se sabe se mais nervosa do que tímida, Lucy ao anfitrião do programa. E assim foi. Ao som de “Lusitana Paixão”, originalmente cantado por Dulce Pontes, Luciana Abreu dava-se assim a conhecer pela primeira vez aos portugueses.

A carregar vídeo...

No mesmo ano, a futura estrela da SIC participava num outro programa da estação, “Cantigas da Rua”, apresentado por José Figueiras. A jovem natural do Porto, na altura com 14 anos, acabou por vencer o concurso, onde voltou a interpretar o mesmo tema de Dulce Pontes.

A carregar vídeo...

Anos depois, em 2004, voltou a participar num concurso de talentos. Desta vez, o “Ídolos”, no qual ficou conhecida como a “Borboleta”, devido ao acessório que usava no cabelo durante os castings do programa da SIC.

A carregar vídeo...

Mas foi com “Floribella” que a vida de Luciana Abreu deu uma volta de 180º. Graças a Teresa Guilherme, produtora do fenómeno televisivo visto por milhares e milhares de crianças e jovens, que a escolheu para o papel principal da novela que contou com duas temporadas e que foi, sobretudo na primeira leva de episódios, um sucesso desmedido de audiências.

A carregar vídeo...

Estava encontrada a “galhinha dos ovos de ouro” da SIC, que não largou a artista nos anos seguintes. Aproveitou o êxito de Luciana e colocou-a em frente de “Lucy”, programa emitido aos fins de semana e destinado ao público infantojuvenil. A aposta não viria, contudo, a receber os frutos esperados.

Seguiu-se a consolidação da carreira da atriz e cantora, que teve ainda assim um interregno de quase dois anos. Regressou ao auge em 2012 pelas mãos da TVI, no “talent show” “A Tua Cara Não Me É Estranha”, mas depressa voltou à estação que mais oportunidades de crescimento profissional lhe deu.

É lá que se mantém, até aos dias de hoje, numa altura em que antagoniza a novela “Espelho d’Água”. É a primeira vilã a que Luciana Abreu dá vida.

VIDA PESSOAL CONTURBADA… DESDE SEMPRE

Ao longo da última década, Luciana Abreu viu a sua vida exposta na imprensa, a começar pelo primeiro casamento, com Yannick Djaló. O “casa” e “descasa”, com muitas polémicas pelo meio, entre a atriz e o futebolista encheu durante anos páginas de revistas.

Desta relação, nasceram as duas filhas (até agora) de Luciana Abreu: Lyonce e Lyannii Viiktórya, que já por diversas vezes mostraram ter herdado a veia artística da mãe.

A carregar vídeo...

Em breve, um novo elemento junta-se à família Abreu. A terceira gravidez da estrela da SIC, a primeira da relação com o guia turístico e praticante de “kitesurf” Daniel Souza, de quem revelou estar noiva há um mês, veio trazer uma nova luz à vida de Lucy, que se mantém de relações cortadas com a mãe e irmã, Ludovina e Ana Luísa, depois de as ter convidado a sair de sua casa no final do ano passado.

TEXTO: Dúlio Silva