“Quando o ouço apetece-me votar na eutanásia”. Herman brinca com guerra entre Cid e Tony Carreira

Não há entrevista em que José Cid não dispare na direção do seu ódio de estimação: Tony Carreira. Herman José não ficou indiferente à “guerra” de palavras e deitou… mais achas para a fogueira.

O humorista, de 64 anos, aproveitou algumas das funcionalidades do Snapchat para imitar José Cid e expressar, com todo o seu humor, a opinião que este terá sobre Tony: “Eu contra o Tony Carreira não tenho nada. Até gosto do rapaz. A única coisa que eu sinto é que quando ouço uma música dele apetece-me votar na eutanásia”.

A carregar vídeo...

O vídeo, que até ao momento tem cerca de 12 mil visualizações, abriu um debate na caixa de comentários sobre a situação que se vive entre os dois cantores. “O Cid é fixe mas fala demais”, disse um internauta, ao passo de que outro criticou a postura adotada pelo intérprete de “Um grande, grande amor”: “Só fica mal ao mesmo. É tão fácil mudar de livro”.

Em maio, depois da apresentação da sua biografia, Tony Carreira, que não é de “rancores”, admitiu que até admira “o músico que passa a vida a falar mal” dele mas considerou-o “deselegante” por dizer “mal de todos os que têm mais sucesso do que ele”. Cid não se deixou ficar e dias mais tarde respondeu à letra, afirmando que o colega de profissão “nem sequer é cantor”, mas antes “um produto de marketing”.

TEXTO: Duarte Lago