Matilde Breyner: “2022 destruiu-me em pedaços”

Fotografias: Instagram Matilde Breyner

Matilde Breyner fez um balanço do ano que agora acabou e recordou o drama do aborto junto aos seguidores.

“2022 será sempre o ano que me destruiu em mil pedaços e o que me ensinou a reconstruir-me. Será sempre o ano da minha filha e por isso será, para sempre, o melhor e o pior ano da minha vida“, começou por escrever a atriz nas redes sociais.

“Mas foi também o ano que me mostrou que sou capaz, o ano que me transformou numa Mulher que eu não sabia que era. O ano em que tive vontade de agarrar a vida, mais do que nunca, e o ano em que não tive vontade de celebrar o Natal”.

“Foi também o ano em que fiz mais comédia, em televisão e no teatro. O que não deixa de ser curioso”, acrescentou Matilde Breyner.

“Rir e fazer rir será sempre o que me move… e o que me salva. O meu ano está representado nesta imagem da mantinha da Zoe mas também representa todas as Mulheres que conheci, ainda que virtualmente, e que partilharam comigo as suas histórias de uma forma tão honesta e tão bonita”.

“Que 2023 nos surpreenda com tudo aquilo que está guardado para nós. Como me disseram uma vez por aqui, ‘não há noite tão longa que não amanheça’.
Feliz Ano Novo”, concluiu a atriz.