Irmã da rainha de Holanda foi encontrada morta. Máxima está “em choque” com “possível suicídio”

Morreu, aos 33 anos, a irmã mais nova de Máxima de Holanda. A notícia apanhou a rainha consorte de surpresa, mas a imprensa afirma que Inés Zorreguieta sofria de “problemas de depressão”. Na causa da morte estará um “possível suicídio”.

A mulher do rei Guilherme Alexandre de Holanda está de luto pela morte da sua irmã mais nova. Inés Zorreguieta foi encontrada sem vida, esta quarta-feira à noite, no seu apartamento, no bairro de Almagro, em Buenos Aires, Argentina.

O jornal espanhol “El País” lembra, citando a publicação argentina “La Nación”, que Zorreguieta lutava contra “problemas de depressão”, depois de um passado ligado à anorexia e que a levou, em 2012, a ser internada numa clínica especializada em neuropsiquiatria.

A Casa Real holandesa só confirmou a morte da irmã da rainha Máxima após as autoridades abandonarem o apartamento de Inés. Em comunicado, não só é corroborada a notícia, como se avança como causa de morte um “possível suicídio”.

Na mesma nota, pode ler-se que Máxima está “triste e em choque” com a notícia, que surge apenas um ano depois da morte do pai de ambas, Jorge Zorreguieta, vítima de um linfoma não-Hodgkin.

TEXTO: Dúlio Silva