Pedro Granger: “Estou ótimo, temos de tomar conta de nós”

Pedro Granger
Fotografia: Instagram Pedro Granger

Meses depois de ter “desaparecido” das redes sociais, o ator voltou aos eventos públicos e garante que “está tudo bem”.

Desde abril que Pedro Granger não fazia publicações no perfil de Instagram, o que deixou os amigos mais próximos e muitos fãs preocupados, sobretudo depois de o ator, em entrevista a Júlia Pinheiro, na SIC, um mês antes, ter admitido que não estava bem. “A ansiedade é tramada. Há um ano e meio, uma data de fatores aconteceram e a coisa rebentou. Graças a Deus, tive pessoas ao meu lado que me ajudaram, não me deixaram cair e que continuam lá”, afirmou à apresentadora antes de deixar de dar notícias.

Pouco tempo depois do “desaparecimento” das redes sociais alguma Imprensa noticiou que Pedro Granger estaria internado numa clínica para tratar de alegadas adições, mas o ator voltou e explicou que foi cuidar da saúde mental. “Vivia num estado de enorme ansiedade e percebi que precisava de me afastar, que precisava de parar, perceber o que é que se estava a passar comigo. Estou mais tranquilo, sereno e motivado”, garantiu aos amigos e seguidores.

Agora, o intérprete está de volta aos eventos públicos. A N-TV falou com Pedro Granger na “Gala dos Sonhos”, da Associação Sara Carreira, que aconteceu no Centro Cultural de Belém e, embora tenha preferido falar sobre o assunto da noite e menos da vida pessoal, o ator garantiu: “Estou ótimo, obrigado!”. “De vez em quando precisamos de tomar mais conta de nós mas, agora, está tudo bem”.

Neste regresso à esfera pública, Pedro Granger lembrou a apresentação do “Ídolos” e garantiu que por “poder tornar os sonhos possíveis” se sente “um privilegiado”.

Sobre a filha de Tony Carreira, que perdeu a vida há um ano, no dia 5 de dezembro, o ator recorda que conheceu a artista “muito pequenina”. “Conhecia-a enquanto público, do lado de cá, mas sei que era uma pessoa muito bonita”.

No dia em que a Associação Sara Carreira ultrapassou os 200 mil euros em donativos que vão ajudar jovens com necessidades, Pedro Granger elogiou a “solidariedade”. “É uma palavra muito bonita. Para mim é um privilégio poder ajudar”, rematou o ator, que se celebrizou em “A Lenda da Garça” (RTP), em 1999, viu a carreira disparar em “Jardins Proibidos” (TVI), em 2000 e o mais recente trabalho que fez foi para a SIC foi o programa “A Máscara”, no ano passado, que venceu a cantar no papel de “lobo”.